Os Benefícios Da Massagem Aromática Para a Recuperação Esportiva

 em Esportes

A massagem para a recuperação esportiva

Receber uma massagem é, indiscutivelmente, algo muito agradável. Há muito são conhecidas as suas virtudes calmantes, de alívio da dor e de bem-estar. Ela aumenta a liberação de dopamina, serotonina, ocitocina, neurotransmissores ligados ao humour e à sensação de prazer.

Fisiologicamente, a massagem trabalha a pele, os músculos e a circulação sanguínea. Ao massagear o corpo, as mãos do massoterapeuta estimulam os 2 m2 de pele e os 5 milhões de receptores que estão na sua superfície. Se você é esportista e aprecia o efeito relaxante e de alívio proporcionado pela massagem, você terá ainda mais uma razão para procurar o seu massoterapeuta após o seu treino.

A prática muito intensa de um esforço esportivo pode danificar as células musculares. Elas se aquecem, não se oxigenam adequadamente, se degradam e, às vezes, se destroem. É o que provoca as dores e, em casos mais graves, vários tipos de lesões. Sabe-se, empiricamente, que as massagens aliviam esses desconfortos e auxiliam na recuperação esportiva.

Confirmando a prática, pesquisadores canadenses encontraram a explicação científica para os benefícios obtidos com a massoterapia. Um estudo publicado no Science Translational Medicine evidenciou o papel da massagem no processo anti-inflamatório e na recuperação celular.

O estudo canadense sobre a ação da massagem após exercícios físicos intensos[1]

Para compreender o efeito da massagem sobre os músculos, os pesquisadores canadenses da universidade de McMaster, em Hamilton, submeteram 11 jovens, em boa condição física, a um exercício intenso de bicicleta, chegando até a exaustão. Após 10 minutos de esforço, os atletas cobaias receberam, durante 10 minutos, uma massagem em apenas uma das coxas.

Posteriormente, os pesquisadores fizeram biopsias em ambas as coxas dos ciclistas. Mais precisamente, foram colhidos materiais dos quadríceps femural.

As virtudes da massagem

O estudo canadense demonstrou que 10 minutos de massagem após o intenso esforço físico reduziu a inflamação muscular e diminuiu a ação das citocinas, glicoproteínas relacionadas à comunicação intercelular no processo inflamatório. A manipulação dos músculos aumentaria, igualmente, a capacidade das células musculares de fabricar mitocôndrias, verdadeiras usinas de energia das células, o que favoreceria o processo de recuperação.

Quanto ao efeito anti dor da massagem, ele implicaria os mesmos mecanismos que os induzidos por medicamentos anti-inflamatórios tradicionais, sem seus eventuais efeitos secundários. Uma razão suplementar para dar um lugar de destaque à massagem na estratégia terapêutica.

A massagem age sobre as células musculares

O estudo demonstrou que a massagem tem uma ação anti-inflamatória, e que, sobretudo, ela acelera a recuperação muscular. As pressões manuais promovem a produção de proteínas especificas nos músculos que agem de 2 formas: limitam a inflamação das células musculares danificadas pelo esforço e estimulam o processo de recuperação aumentando a oxigenação.

Nenhum efeito sobre o ácido lático

Por outro lado, contrariamente ao que se pensava, a massagem não permite drenar e eliminar o ácido lático. O ácido lático se acumula e freia e as vezes bloqueia a contração muscular. Graças às biopsias realizadas, os pesquisadores constataram que as massagens não tinham nenhum efeito sobre a quantidade deste ácido.

Com este estudo, os pesquisadores canadenses dão ressaltam a melhoria das performances dos atletas graças a este tipo de tratamento e seus efeitos potenciais sobre a recuperação muscular das pessoas idosas.

A massagem aromática na recuperação esportiva: o interesse do uso dos óleos essenciais na massagem de recuperação esportiva

Cada vez mais, a aromaterapia – utilização dos óleos essenciais – é usada nos meios esportivos. Ramo da fitoterapia, a aromaterapia trata sintomas e causas. Substâncias muito concentradas e ativas, os óleos essenciais são, segundo o médico e Professor francês, Dr. Valnet, a parte atômica da planta e o concentrado de suas propriedades[2]. Ricos em propriedades anti-inflamatórias, antálgicas, antiedemaciantes, antiespasmódicas e outras, os óleos essenciais encontram facilmente uso nos meios esportivos. O uso dos óleos essenciais permite aumentar a performance dos atletas, além de prevenir e tratar das dores tardias e lesões[3].

Na França, os óleos essenciais são muito conhecidos e muito usados por atletas de alto nível, inclusive em atletas olímpicos. São usados pela equipe de massoterapeutas e fisioterapeutas da Federação Francesa de Atletismo para a preparação e cuidado com os atletas.

A realização da massagem de recuperação esportiva com óleos essenciais (Massagem Aromática) alia os benefícios da massagem às virtudes dos óleos essenciais e potencializa as respostas fisiológicas desejadas.

A via cutânea é a via privilegiada para o uso dos óleos essenciais

Por causa de sua grande afinidade com os lipídeos, os óleos essenciais permeiam rapidamente a pele[4] e agem de modo rápido e eficaz. A aplicação cutânea, é a indicada para o tratamento de lesões superficiais e semiprofundas.

O uso dos óleos essenciais nas massagens de recuperação

Os óleos essenciais potencializam os efeitos da massagem e, ao mesmo tempo, são potencializados por ela. A massagem aromática (massagem com óleos essenciais) é particularmente eficaz para preparar o corpo para o esforço, bem como para promover a recuperação esportiva.

Muitos acidentes musculares ocorrem por falta de um aquecimento adequando. Bem irrigados, os músculos se contraem melhor e elimina mais facilmente os rejeitos metabólicos. Após o exercício físico, uma massagem tem ação anti-inflamatória, diminui o risco de dores, drena o excesso de líquido, toxinas e melhora o relaxamento. Ou seja, favorece a recuperação.

Normalmente, nos meios esportivos, o que se pretende é uma ação sobre músculos, tendões e articulações: tonificação para o esforço; gestão do stress; relaxamento muscular; drenagem de catabólitos; ação anti-inflamatória e analgésica. Muitos óleos essenciais são indicados para essas finalidades. Por isso, favorecem tanto a massagem de recuperação.

A aromaterapia para o cuidado com o atleta

A Bleuet Aromaterapia criou o óleo seco MOVIMENTO, um óleo de massagem 100% natural, para o alívio de músculos e articulações, de rápida permeação e ação. Sua fórmula é uma sinergia de óleos essenciais reconhecidos cientificamente por suas propriedades anti-inflamatórias, analgésicas, antirreumáticas, ativadoras da microcirculação sanguínea e linfática, miorrelaxantes e antiedemaciantes.

O óleo Bleuet MOVIMENTO é uma sinergia de 10 óleos essenciais 100% puros, naturais e integrais pronta para o uso. Ou seja, os óleos essenciais já estão devidamente diluídos numa concentração que lhe confere grande eficácia, uma textura espetacular e já podem ser aplicados sobre a pele.

O óleo Bleuet MOVIMENTO foi especialmente concebido para favorecer a preparação e a recuperação muscular. É um produto particularmente adaptado às necessidades dos esportistas, sejam eles amadores ou de alto nível.

A aromaterapia no preparo e recuperação esportiva

Preparo para o esforço: antes do início de um treino é recomendado massagear vigorosamente os músculos com amassamentos e fricções para aquecer a musculatura. O óleo Bleuet MOVIMENTO é muito indicado pelas propriedades estimulantes da microcirculação sanguínea e antálgicas dos seus óleos essenciais.

Recuperação: luta contra as dores e o cansaço muscular: após o esforço, as massagens, estiramentos e banhos auxiliam muito na recuperação. O óleo Bleuet MOVIMENTO deve ser usado nas massagens de recuperação pelas reconhecidas propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e miorrelaxantes dos seus óleos essenciais. Neste momento, a massagem deve ser lenta e profunda. Estes procedimentos ajudarão a evitar a dor muscular tardia que é causada pelo rompimento microscópico de fibras musculares, que causa o processo inflamatório e a dor.

O óleo Bleuet MOVIMENTO possui 10 óleos essenciais em sua composição, conheça alguns:

  1. Óleo essencial de gaultéria: Ele contém em média 95% de salicilato de metila, uma molécula conhecida e usada por todos os esportistas. Este óleo essencial é excelente para aliviar os traumatismos associados a dores (tendinites, artrose, artrite, contrações, câimbras musculares …) e preparar os músculos para o esforço[5].
  2. Óleo essencial de eucalipto citriodora: é um óleo essencial anti-inflamatório por excelência[6].
  3. Óleo essencial de lavanda super: é muito eficaz como relaxante muscular. Muito utilizado no meio esportivo por essa qualidade miorrelaxante. Foi muito utilizado nas olimpíadas de Pequim[7].
  4. Óleo essencial de katafray: possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes[8]

 

Referências Bibliográficas:

[1] J. D. Crane, D. I. Ogborn, C. Cupido, S. Melov, A. Hubbard, J. M. Bourgeois, M. A. Tarnopolsky, Massage Therapy Attenuates Inflammatory Signaling After Exercise-Induced Muscle Damage. Sci. Transl. Med. 4, 119ra13 (2012).

[2] Valnet J. Phytothérapie se soigner par les plantes. Paris : Librairie générale français, 1983.

[3] Couic Marinier F., Frannk P.-S. Sportifs : Boostez vos performances au naturel, Paris, 2014.

[4] Cazau-Beyret, Nelly – Prise en charge de douleurs articulaires par aromatherapie e phytotherapie.

[5] Mikos Nikolic, “Chemical Composition and biological activity of Gaultheria Procumbens L. essential oil.

[6] Silva J. et al. “Analgesic and anti-inflammatory effects of essencial oils of Euclyptus”. J. Ehnopharmacol. Décembre 2003. Vol. 89, n. 2-3, p. 277-283.

[7] Belmont M.: Lavandula angustifollia M., Lavandula latifolia M., Lavandula intermedia E.: études botaniques, chimiques et thérapeutiques, Thèse faculté de pharmacie, Grenoble, 2013.

[8] Afoulus S., Ferhout H., Raoselison Eg e al. Chemical composition and anticancer anti-inflammatory, antioxidante and antimalarial activities of leaves essential oil of Cedrelopsis grevei, Food Chem. Toxicol. 2013.

 

 

 

Postagens Recentes
0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar